Como a MP do futebol virou arma política do bolsonarismo contra a Globo



Comprar Arma de Fogo é na 38Store



Suporte via whatsapp!


No dia 18 de junho, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória (MP), publicada no Diário Oficial da União (DOU), que altera a forma como os clubes de futebol podem negociar os direitos de transmissão de suas partidas. Além de ter potencial para revolucionar a realidade do esporte no país, o texto tem como pano de fundo uma briga política do clã Bolsonaro com a TV Globo, uma das principais afetadas pela medida.

A MP do Futebol, como ficou conhecida, dá ao mandante do jogo, isto é, a equipe que joga em seu estádio, a prerrogativa de negociar individualmente os direitos de transmissão de suas partidas. A assinatura do texto é fruto do lobby de dirigentes de clubes que estiveram nas últimas semanas com Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Um dos clubes que defendem publicamente a medida é o Flamengo, que está em rota de colisão com a Globo, detentora dos direitos de transmissão de campeonatos estaduais, como o Carioca, que voltou a ser disputado durante a pandemia do novo coronavírus, e nacionais, que ainda estão suspensos.

Na quarta-feira 1, Flamengo e Boavista se enfrentaram pelo campeonato estadual, em um jogo transmitido pela FlaTV, canal do clube no YouTube. A transmissão se tornou a live esportiva mais assistida simultaneamente na internet. No pico de audiência, cerca de 2,2 milhões de espectadores assistiam a partida pelas redes sociais.

Um dia depois, na quinta-feira 2, em sua live semanal nas redes sociais, Bolsonaro, usando uma camisa do Flamengo, comentou sobre o assunto. Sem citar a emissora, disse que a MP acaba com o “monopólio” dos direitos de transmissão. “Ontem nós tivemos a primeira partida aí, onde o mando de campo foi do Flamengo, Flamengo e Boavista. Não sei quanto, mas acho que foram mais de 10 milhões de reais que o Flamengo arrecadou. Tinha uma TV aí que tinha o monopólio e pagava, acho, uns 500 mil reais, 600 mil reais por jogo. Flamengo e Boavista faturaram 10 milhões de reais transmitindo na internet. Parabéns ao Flamengo, parabéns ao presidente Jair Bolsonaro que assinou a medida provisória dando, aqui, a carta de alforria, a liberdade para que os times de futebol, o mandante, negocie qual forma quer vender seu direito de imagem”, disse.

Continua após a publicidade

Desde então, bolsonaristas têm compartilhado, nas redes sociais, mensagens e imagens em apoio à MP. “Golaço! MP do presidente Jair Bolsonaro faz Flamengo bater recorde de audiência no YouTube.Transmissão ocorreu após a MP 984, assinada pelo Presidente. Coincidência ou não, a Globo anunciou por meio de comunicado oficial que não vai mais transmitir o campeonato carioca de futebol”, escreveu a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

“O futebol brasileiro demonstrou mais uma vez sua grandeza na live ontem entre Flamengo
e Boavista. Parabéns presidente Jair Bolsonaro pela edição da MP 984 que permitiu entretenimento a população e visibilidade aos clubes, jogadores e marcas do maior ecossistema do futebol do planeta”, tuitou o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fábio Wajngarten.

“Hoje o Bolsonaro começou a derrubar a Globo de vez, a MP 984 do futebol começou batendo o recorde mundial de transmissão no YouTube”, escreveu um apoiador no Twitter. Em mais de uma ocasião desde o início do mandato, o presidente da República, parlamentares aliados e apoiadores atacaram a emissora, que, segundo os bolsonaristas, conspira contra o governo federal.

Além disso, nas redes sociais, uma charge que traz o presidente da República e o símbolo da TV Globo em formato de bola de futebol murchando também tem sido compartilhada – a imagem foi replicada, por exemplo, pelo secretário nacional da Pesca, Jorge Seif Júnior, que é flamenguista, em um de seus perfis.

Bolsonaro” width=”1024″ height=”683″ data-restrict=”false” data-portal-copyright=”Reprodução” data-image-caption=”Imagem em alusão à assinatura da MP do Futebol tem sido compartilhada nas redes bolsonaristas” data-image-title=”” data-image-source=”Reprodução”/>
Charge que faz alusão a uma das consequências da MP tem sido compartilhada nas redes sociais Reprodução/Reprodução

A medida provisória, instrumento com força de lei, é uma prerrogativa do presidente da República. O texto tem efeito imediato, a partir de sua publicação no Diário Oficial da União. Para que seja transformada definitivamente em lei, porém, a MP precisa ser apreciada e aprovada pelo Congresso Nacional em até 120 dias. Se a matéria não for apreciada em até 45 dias da data de sua publicação, ela trancará a pauta da Casa Legislativa em que tramita até que seja aprovada ou caduque. Ao que tudo indica, para satisfazer o pedido de clubes e dar sequência à guerra declarada contra uma emissora de televisão, o governo Bolsonaro terá que se articular para aprovar uma matéria relacionada ao futebol em plena pandemia.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR?

Definitivamente, tudo o que você precisa para tornar-se Atirador Desportivo! O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-